Mulher é encontrada morta na Lagoa Várzea das Flores

Contagem MG quinta-feira 09 de novembro de 2023.

O corpo de uma mulher foi encontrado sem os sinais vitais na Lagoa Várzea das Flores em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A vítima estava com os pés e mãos amarradas, e também foi amordaçada. A vítima foi identificada pelo nome de Brenda Taynara de 29 anos de idade, residente na cidade vizinha de Betim e com inúmeras passagens pela polícia.

A ocorrência foi registrada na rua João de Barros, bairro Solar de Madeira em Contagem, a PMMG ficou responsável pela ocorrência além de acionar o CBMMG e a Perícia Técnica para realizar os trabalhos de praxe.

A Polícia Cívil deve investigar o caso.

Brenda Taynara morava na Vila Cemig
O corpo foi encontrado com sinais de violência e foi encaminhado para o IML para necropsia.
Brenda Taynara foi encontrada sem sinais vitais e com os pés e mãos amarrados nesta quinta-feira (9) na Lagoa Várzea das Flores, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.
O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) foi acionado por volta da 11h30 para apoiar equipes da Polícia Militar e Polícia Civil após o cadáver ser encontrado. De acordo com os agentes, Brenda Taynara foi torturada, amordaçada pela boca e além de tudo isso estava com os pés e mãos amarrados.
Em nota, a PC informou que assim que tomou conhecimento do corpo requisitou a presença da perícia para realizar trabalhos e coletar vestígios. Avaliações primárias encontraram sinais de violência. O rabecão foi acionado e o corpo levado para o Instituto Médico Legal (IML), onde será submetido a necropsia.
Até o momento do fechamento desta matéria, não há informações sobre possíveis autores e motivação. O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Homicídios em Contagem.
0

Publication author

offline 2 horas

MAJOR

2 471
💀Nosso sorriso para os invejosos funciona como o brilho do sol para um vampiro. Acaba com a vida deles.
Comments: 18Publics: 2594Registration: 14-07-2022
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments