Vários mortos depois que gangue abre fogo contra grupo religioso que protestava contra a violência no Haiti

Várias pessoas foram mortas no Haiti no sábado, disse o grupo de direitos humanos local CARDH, depois que uma gangue que controla um subúrbio ao norte da capital, Porto Príncipe, abriu fogo com metralhadoras contra um protesto organizado por um líder religioso cristão.

A mídia local informou que várias pessoas foram mortas, e o diretor do CARDH, Gedeon Jean, disse que o número final provavelmente seria maior, acrescentando que várias pessoas ficaram feridas e alguns fiéis foram sequestrados.

Vídeos compartilhados no X, plataforma anteriormente conhecida como Twitter, mostraram cerca de 100 pessoas, muitas vestindo camisas amarelas associadas ao grupo religioso do pastor Marco, marchando no subúrbio de Canaã, algumas carregando paus e facões.

Vídeos não verificados nas redes sociais mostram pessoas sendo baleadas na rua, corpos caídos no chão e pessoas que parecem ser reféns dizendo que achavam que a marcha era pacífica e não tinham ideia de que se tratava de atacar a gangue.

Muitos haitianos juntaram-se a grupos civis de autodefesa conhecidos como “Bwa Kale”, um movimento que inspirou esperança, mas também provocou retaliações contra civis e despertou receios de que os grupos estejam a estimular a violência.

0

Publication author

offline 4 horas

MAJOR

MAJOR 2 461
💀Nosso sorriso para os invejosos funciona como o brilho do sol para um vampiro. Acaba com a vida deles.
Comments: 18Publics: 2461Registration: 14-07-2022

2 thoughts on “Vários mortos depois que gangue abre fogo contra grupo religioso que protestava contra a violência no Haiti

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *