‘Tá doendo, Manoel’: Homem é punido com 21 pauladas pelo ‘tribunal do crime’ em Manaus

Moradores da região relataram que o homem teria cometido vários roubos no bairro

Manaus (AM) – Um homem, de identidade não revelada, foi punido a pauladas pelo “tribunal do crime”, após ter cometido “vacilo” na área do bairro Nova Floresta, localizado na zona Leste de Manaus. A punição foi registrada em vídeo pelos agressores e repercutiu nas redes sociais neste sábado (17).

Moradores da região relataram que o homem teria cometido vários roubos no bairro, o que seria o motivo pela punição dele.

No vídeo divulgado nas redes sociais, o punido antes de sofrer as agressões explica o porquê da ocasião. “To sendo cobrado, mano, por vacilo meu. Por ter feito coisa da minha cabeça. É só isso mesmo que tenho para falar, desculpa a todos aí”, diz ele.

Ao longo de todo o vídeo, o homem se contorce e agoniza de dor, pedindo desculpa e suplicando para que a punição parasse a cada paulada que levava. Ao todo, o punido foi atingido por cerca de 21 pauladas.

A repercussão do vídeo gerou polêmica nas redes sociais, dividindo opiniões entre pessoas que achavam merecido e outras que lembravam do fato de a “justiça” com as próprias mãos ser um crime, previsto no artigo 345 do Código Penal Brasileiro (CPB).


5

Publication author

offline 4 horas

MAJOR

2 459
💀Nosso sorriso para os invejosos funciona como o brilho do sol para um vampiro. Acaba com a vida deles.
Comments: 18Publics: 2727Registration: 14-07-2022
Subscribe
Notify of
guest

3 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Gabriel

Esse deve ser iniciante. Pois em outros casos, houve alguns que eram tão “frios” que não sentiam mais nada, já estavam acostumados.

1
Mr.Sam

Kkkkk Ainda saiu no lucro pq ficou vivo.
Depois das pauladas era pra ter dado no mínimo um tiro em cada mão.

1
Vlad Tepes

Na quarta paulada já esta chorando. Já vi uns que teve os braços quebrados, soltou uns gemidos mas não chorou. Fresco da porr, tem que aceitar as consequências dos próprios atos que nem homem.

1