GRÁVIDA É ENCONTRADA MORTA COM SINAIS DE ABUSO SEXUAIS EM SANTARÉM

A Polícia Civil avançou na investigação do caso envolvendo a morte de uma mulher encontrada em um terreno baldio no bairro Ipanema, em Santarém, oeste do Pará. Após a identificação feita pelos familiares, a vítima foi identificada como Jaiene Chaves Moraes, de 26 anos.

O corpo de Jaiene foi descoberto por estudantes na tarde da última quarta-feira (14), próximo à escola municipal Ester Ferreira. Os exames realizados pela Polícia Científica confirmaram que ela foi vítima de estrangulamento. Além disso, constatou-se que Jaiene estava grávida de aproximadamente 20 semanas.

A Delegacia de Homicídios iniciou um inquérito para investigar o caso, sob a supervisão da delegada Raíssa Beleboni. O principal objetivo é identificar possíveis suspeitos e determinar a motivação do crime. Em entrevista coletiva na tarde dessa quinta-feira (15), a delegada ressaltou que alguns exames periciais podem ser comprometidos devido ao estado em que o corpo foi encontrado. “Todos os exames foram realizados pelo IML para que a gente possa ter elementos técnicos pra embasar as investigações, e alguns deles infelizmente em razão do estado em que o corpo já se encontrava, talvez não apresentem resultados tão conclusivos”, afirmou.

Familiares da vítima prestaram depoimento no Instituto Médico Legal (IML) e informaram que não tiveram contato com ela nos últimos 10 dias. Segundo a polícia, após os procedimentos de velório e sepultamento, eles serão novamente ouvidos para coletar mais informações sobre o histórico da vítima.

A polícia está analisando imagens das câmeras de segurança nas proximidades do local do crime, na esperança de encontrar pistas que possam auxiliar na investigação. Além disso, uma equipe policial esteve no local para identificar quem encontrou o corpo e buscar informações com pessoas que conheciam a vítima na região.

A investigação também abrangerá todas as pessoas com quem Jaiene teve contato recentemente, incluindo ex-companheiros. Vale ressaltar que a vítima já havia sido vítima de uma tentativa de homicídio em 2021 por parte de seu ex-companheiro.

A tipificação do crime dependerá dos elementos que serão apurados durante as investigações. A delegada Raíssa Beleboni enfatizou que é necessário analisar todas as circunstâncias do fato, incluindo a possível relação com a gestação. “A gente precisa mostrar todas circunstâncias do fato, chegar à motivação para saber se realmente existia uma relação com a gestação ou não, algum vínculo amoroso ou não.” – disse.

Fonte: Portal Tapajó


0

Publication author

offline 4 semanas

BIZARRO

BIZARRO 1 124
Bizarro é algo bom. O comum tem milhares de explicações. O bizarro dificilmente tem alguma.
Comments: 7Publics: 1397Registration: 03-09-2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *