Policial militar morre durante roubo de aeronave em sítio na zona Rural de Boa Vista

O soldado da Polícia Militar Ismael Palmeira da Silva, de 32 anos, morreu durante o roubo de um avião de pequeno porte de um sítio na região da Vila do Passarão, zona Rural de Boa Vista. O crime foi nessa quarta-feira (7).

O corpo do policial, conhecido como soldado Palmeira, foi encontrado perto de uma pista improvisada, a cerca de 300 metros da casa do sítio. Durante o crime, a aeronave bateu em uma árvore e caiu no quintal.

Procuradas, as Polícias Civil e Militar não disseram qual a relação do policial com o assalto, mas, ele não estava à serviço da corporação.

À PM, os donos do sítio, um homem de 67 anos e a esposa dele, de 57, disseram que na madrugada, por volta de 4h30, foram surpreendidos por seis assaltantes. O grupo rendeu um homem que fazia a manutenção da aeronave, invadiu a casa e anunciou o roubo. O objetivo deles era levar o avião.

Durante o assalto, eles reviraram a casa em busca de dinheiro e armas. Após encontrar um rifle, os suspeitos amarraram e trancaram o casal no quarto.

O casal disse que pouco depois da saída dos assaltantes, ouviram o barulho do da queda do avião. A aeroneve bateu em uma árvore após a decolagem, segundo a PM.

Depois disso, um homem que passava pela estrada na região viu uma picape em alta velocidade seguindo rumo à Boa Vista.

A PM foi pro local após ter sido acionada por tenente que avisou ter recebido informação de que o soldado havia morrido na região do Passarão.

Quando os policiais chegaram no sítio, um delegado da Polícia Civil já estava no sítio com a equipe dele e já havia isolado o local, e acionado a perícia e o Instituto Médico Legal para remover o corpo do soldado.

A casa da morte do policial foi traumatismo craniano. Imagens do corpo dele que circulam nas redes sociais mostram que ele teve ferimentos na cabeça. Além disso, o soldado Palmeira usava luvas e vestia uma roupa semelhante à de militar quando morreu.

No local, foi encontrado um carregador de pistola beretta, cerca de 10 munições calibre 9 milímetros e um colete sem as placas balísticas, destacou a PM no relatório de ocorrência policial (ROP) sobre o caso.

Enquanto aguardavam a chegada do IML para remover o corpo, um animal, segundo a PM, não identificado “desfigurou o rosto” do soldado.

A PM chegou no local por volta das 16h40 e só finalizou a ocorrência 1h35 da madrugada desta quinta-feira (8). O caso foi registrado na Delegacia Geral de Homicídios (DGH). Em nota, a PM se solidarizou com os familiares e amigos “nesse momento de pesar.”

A PM chegou no local por volta das 16h40 e só finalizou a ocorrência 1h35 da madrugada desta quinta-feira (8). O caso foi registrado na Delegacia Geral de Homicídios (DGH). Em nota, a PM se solidarizou com os familiares e amigos “nesse momento de pesar.”

O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa da Polícia Civil, que disse ter “realizado inúmeras diligências, porém, não se manifestará sobre investigação em andamento, para não atrapalhar o andamento dos serviços.”

O corpo do soldado Palmeira foi liberado para sepultamento na manhã desta quinta. Ismael ingressou na Polícia Militar em 2014 e atualmente exercia suas funções no 4ª Companhia Independente de Policiamento de Fronteira (4° CIPMFron), no município de Cantá, Norte de Roraima. Ele já tinha feito parte do Bope.


0

Publication author

offline 5 horas

MAJOR

MAJOR 218
💀Nosso sorriso para os invejosos funciona como o brilho do sol para um vampiro. Acaba com a vida deles.
Comments: 6Publics: 452Registration: 14-07-2022
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Pica doce

Menos um miliciano

0