Perseguição termina com dois jovens mortos e um pedestre atropelado na Zona Sul do Rio

Carro da Polícia Militar bateu em poste e os policiais também ficaram feridos sem gravidade. Eles já foram liberados.

Dois jovens morreram e um pedestre ficou ferido durante uma perseguição policial, na madrugada deste sábado (16), nas ruas dos bairros de Botafogo e do Flamengo, na Zona Sul do Rio.

Policiais militares do 2º BPM (Botafogo) que perseguiam jovens perderam o controle da viatura policial, no bairro do Flamengo, e o carro bateu contra um poste. Os policiais sofreram ferimentos leves.

Em nota, a Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que a ocorrência teve início quando “os policiais tentaram abordar uma moto, mas o condutor não obedeceu a ordem de parada e fugiu”.

Quem dirigia a moto era José Jacksandro Queiroz, de 18 anos. Segundo testemunhas, ele não atendeu aos policiais militares e fugiu. A perseguição seguiu pelos bairros de Botafogo e Flamengo. A colisão da moto com o meio fio aconteceu na esquina da Rua Silveira Martins com Praia do Flamengo.

Jacksandro foi socorrido e morreu no Hospital Municipal Miguel Couto, na Zona Sul do Rio. Luíza Lopes, de 17 anos, que estava no garupa morreu no local após a moto em que estava colidir contra o meio fio.

O carro da polícia perdeu o controle e bateu em um poste.

Os policiais foram levados feridos para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, Zona Sul do Rio. Eles já foram liberados.

Um homem que caminhava pela rua, no momento do acidente, foi atingido pela moto e levado para o Hospital Souza Aguiar. Ele também recebeu o atendimento e depois liberado.

Numa rede social, o tio de Jacksandro escreveu: “Isto é a polícia do Estado do Rio, Despreparada, achando que todo mundo que está pilotando uma moto é ladrão. Destruindo duas famílias. Revoltante”.

A PM instaurou um procedimento para apurar o que houve. Policiais da 9ª DP (Catete) também apuram as circunstâncias em que a moto e a viatura da PM perderam o controle.

fonte: G1

0

Publication author

offline 1 mês

BIZARRO

1 144
Bizarro é algo bom. O comum tem milhares de explicações. O bizarro dificilmente tem alguma.
Comments: 7Publics: 1588Registration: 03-09-2022
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments