HOMEM QUE MATOU TAXISTA QUE SE RECUSOU A PAGAR TAXA APARECE SENDO TORTURADO COM MASSARICO PELO TRIBUNAL DO CRIME NO RJ

O bandido de vulgo “Camundongo” que estava foragido por ter matado um taxista por se recusar apagar taxas em um ponto de táxi clandestino, foi capturado, julgado e sentenciado pelos traficantes do Rio de Janeiro 

REPORTAGEM DA ÉPOCA

Taxista foi morto por se recusar a pagar taxa de ponto clandestino em Madureira

Carlos Alberto Marinho de Almeida, conhecido como Camundongo, 33 anos, é o principal suspeito de ter atirado em Herivelton Figueiredo da Silva

Rio – A Polícia Civil descobriu que o taxista Herivelton Figueiredo da Silva, 47 anos, foi morto após se recusar a pagar taxa de R$ 70 para ficar no ponto clandestino da Rua Carolina Machado, em Madureira, Zona Norte. O crime aconteceu em fevereiro deste ano e Carlos Alberto Marinho de Almeida, conhecido como Camundongo, 33 anos, é o principal suspeito de ter atirado no taxista.

As investigações da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) apontam que Herivelton não concordava em pagar a taxa do ponto de táxi clandestino que funcionava na Rua Carolina Machado, em frente à Estação de Madureira. Camundongo se autointitulava “dono do ponto”.

Ao saber que a vítima convencia os colegas a deixar de pagar a quantia imposta, Carlos Alberto atirou e matou Herivelton Figueiredo da Silva. O crime aconteceu durante o dia, no ponto do táxi. Camundongo é considerado foragido da Justiça. 


5

Publication author

offline 4 semanas

ANONYMOUS DEATH

ANONYMOUS DEATH 114
Comments: 0Publics: 201Registration: 20-07-2022
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Higanbana

Good video

0